Você está aqui: PromoveFácil » Negócio » Lean Manufacturing e seus entrelaçamentos ergonômicos

Lean Manufacturing e seus entrelaçamentos ergonômicos

Design e negócios

Os termos citados acima podem ser facilmente entendidos quando se fala do design como um mercado de trabalho e um campo bastante desenvolvido pela sociedade em geral. Porém, é necessário um pouco mais para entender qual é a relação entre o design e mundo corporativo.

Alguns termos e estudos foram publicados para que novas ferramentas fossem desenvolvidas a fim de melhorar a produtividade, a satisfação dos colaboradores e, consequentemente, o modo com que a empresa se porta frente ao mercado de trabalho, levando em consideração sua lucratividade.

A criação do conceito Lean Manufacturing e seus entrelaçamentos ergonômicos foi uma reinvenção de práticas e técnicas que já eram aplicadas nas empresas e organizações em geral, porém, vários conceitos foram enxugados dando origem a essas técnicas, que são provenientes de combinações de várias áreas – inclusive do design.

Falando primeiramente sobre o Lean Manufacturign: é a tendência que está sendo aderida por várias empresas em diferentes setores, que buscam deixar seus processos mais enxutos e práticos, para que eles possam resultar em rapidez, qualidade e produtividade aumentada. Enquanto alguns processos empresariais já haviam sido criados há muitos anos, a decisão de muitos administradores foi a de renovar todos os processos e considerar as mudanças tecnológicas e também as mudanças ocorridas no modo de trabalho e também no modo de pensar que as pessoas utilizam em seus ambientes de trabalho.

Os entrelaçamentos ergonômicos dizem respeito à prática de deixar todos os processos e suas informações mais agradáveis visualmente falando, de maneira que vários boards e painéis são criados para que todos os funcionários e colaboradores em geral possam ter uma visão clara e perfeita de todas as mudanças e novos processos aderidos pela empresa.

A importância da estética

Por mais que muitas empresas não tenham em seus produtos ou servidos oferecidos qualquer tipo de ligação direta com o design e a estética, recentemente muitos estudiosos, empresários e também colaboradores têm percebido a diferença que pequenos detalhes podem fazer no dia a dia. Uma delas, por exemplo, é a diferenciação de cores dos post-its que são colados em murais como o de modelagem de negócios – prática realizada por futuros empresários que estão planejando criar suas empresas e precisam de uma visão geral da ideia antes de começar a fazer o planejamento de negócios em si.

Essa prática foi criada a partir da publicação do livro Business Model Generation, que funciona a partir do método Canvas: em uma cartolina ou quadro grande, o espaço de informações é dividido entre alguns temas indispensáveis: financeiro, aliança de negócios, colaboradores chave, proposta de valor, e assim por diante. Cada categoria é identificada por uma cor diferente, o que faz com que à primeira vista já seja possível identificar qual tema é referente a cada categoria. Dentro dos post-its coloridos são colocadas as palavras-chave que darão origem à criação de um board inteiro, que é muito mais fácil de visualizar por qualquer pessoa.

Esse é o segredo da ergonomia e do design aplicado às técnicas de negócios corporativos: possibilitar que todos tenham acesso às informações e práticas de maneira simples e agradável. Não é porque um banco só trata de dinheiro que ele não pode ser agradável para seus clientes em vários sentidos, por exemplo.

Fábio Pereira
Últimos posts por Fábio Pereira (exibir todos)