Você está aqui: PromoveFácil » Negócio » Diagrama de Causa e Efeito

Diagrama de Causa e Efeito

14 de março de 2019

O japonês Kaoru Ishikawa aperfeiçoou e ‘exportou’ para o ocidente diversas correntes filosóficas acerca da implantação de métodos de controle de qualidade em empresas e organizações, que revolucionaram a forma como as empresas realizam suas atividades, independente do ramo de atuação delas. O diagrama de causa e efeito é uma das sete ferramentas básicas da qualidade em organizações e pode ser utilizado, inclusive, na vida pessoal de todos como forma de aperfeiçoar seu estilo de vida, identificando os problemas e criando soluções inteligentes para eles.

Como funciona o Diagrama de Causa e Efeito

O diagrama nada mais é do que a representação gráfica de um problema e suas causas. É claro que o processo não é tão simples como parece, mas a forma de lidar com o problema e as soluções para ele podem ser identificadas de forma rápida e eficiente por meio deste diagrama, que é muito simples de ser estruturado.

Em primeiro lugar, o problema é identificado e transcrito numa folha. A partir daí, você deve reunir o máximo de informações possíveis sobre este problema, desde a primeira pessoa que o enfrenta até o consumidor final, que recebe o produto ou serviço defeituoso. Quanto mais informações forem reunidas sobre o problema, maior será a possibilidade de encontrar suas causas e, assim, eliminá-las.

Em relação à análise das informações reunidas, deve-se reunir, também, um grupo com todas as pessoas envolvidas no processo problemático para encontrar possíveis erros de percurso e procedimentos errados. Estas pessoas devem ter as informações sobre o que fazem dentro da ‘linha de produção’ do problema para que possam identificar qualquer tipo de irregularidade no mesmo e tornar o diagrama de causa e efeito um diagrama de sucesso.

Por fim, estas pessoas que fazem parte do grupo devem sugerir ideias para que as causas previamente identificadas sejam eliminadas e o problema resolvido, a curto ou longo prazo.

Os seis ‘M’

As possíveis causas dos problemas estudados estão ambientadas dentro de seis situações possíveis, seja numa organização, empresa ou na vida pessoal de alguma pessoa que esteja enfrentando alguma dificuldade. Estas seis situações são as seguintes: método, matéria-prima, mão de obra, máquinas, medida e meio ambiente. Observe que todas as expressões começam com a letra ‘m’, que faz com que o conjunto das situações de onde as causas dos problemas saem seja chamado de 6M.

É fácil identificar as causas do problema quando levamos em consideração estas seis situações. Isso porque, separando o problema por áreas, podemos criar soluções paralelas, que contemplem duas ou mais áreas do mesmo processo de produção. Por exemplo, um problema pode ser causado tanto por erro humano durante o processo (mão de obra), quanto por um defeito de funcionamento de um dos equipamentos que realizam outra tarefa (máquinas). Desta forma, ao terminar e concluir o diagrama de causa e efeito, o gestor e o grupo podem definir soluções pontuais para os problemas em questão.

Seja como for, resolver um problema pelo método do diagrama de causa e efeito é uma forma muito inteligente, além de contribuir para o aperfeiçoamento da qualidade de seu produto/serviço perante seus clientes.

Fábio Pereira
Últimos posts por Fábio Pereira (exibir todos)