Capital Intelectual | PromoveFácil
Você está aqui: PromoveFácil » Negócio » Capital Intelectual

Capital Intelectual

22 de fevereiro de 2019

Capital Intelectual

O capital intelectual pode ser explicado como o conhecimento dos recursos humanos das empresas. O cenário atual da economia no mundo todo exige cada vez mais mudanças na estrutura das organizações, a inovação nas tecnologias especialmente na informática e na comunicação, levaram tanto o setor de administração, como o de produção a se adequarem para que possam acompanhar a necessidade do mercado, e o aceleramento dos processos. Atualmente o que destaca e diferencia uma empresa da outra deixou de ser seus maquinários usados na produção, e passou a ser a soma do conhecimento dos profissionais, suas atitudes, valores e habilidade de criação e invenção. Bem como as informações geradas, divididas e disseminadas, e a satisfação do consumidor.

O que é capital intelectual

O período atual valoriza mais do que nunca o conhecimento. Conhecer agrega valor e poder muito mais do que milhões de dólares, indústrias grandes ou recursos. O sucesso empresarial está nas mãos de quem possui o conhecimento, e para isso conta com as melhores fontes de informação e sabe as controlar a seu favor com eficiência.

O capital intelectual é intocável, o seu valor não pode ser medido e supero o financeiro e o físico, trata-se do conhecimento coletivo de todos os recursos humanos de uma empresa, o que resulta em vantagem na competitividade. A eficácia de uma empresa pode ser alcançada com a cooperação, rede eletrônica, know-how, intuição, treinamento somados ao conhecimento entre clientes, colaboradores e empresas.

O capital intelectual pode ainda ser explicado como o recurso utilizado para a geração das riquezas que por sua vez resultam do conhecimento. Atualmente o conhecimento é comprado e vendido, e os lucros econômicos não são obtidos mais apenas de serviços e produtos na sua originalidade, até mesmo o recurso natural. O que se comercializa é a capacidade intelectual, a inteligência que serve para o desenvolvimento deles. O poder da eletricidade, dos maquinários e a força dos músculos, está sendo substituído em todo o tempo pela força e atuação cerebral.

O conhecimento, o intelecto pode permanecer em crescimento, melhorando seu desempenho e por isso precisa de gerenciamento. O capital intelectual gerenciado pode resultar em melhores resultados no meio empresarial, e sem dúvidas esse é o segredo do sucesso.

A importância do capital intelectual nas empresas

Porém é necessário entender que o conhecimento a que se refere o capital intelectual não está relacionado a tudo, e sim a conhecimentos que sejam úteis para a empresa. Isso porque o conhecimento só pode ser considerado capital intelectual quando pode ser utilizado dentro da empresa. Ou seja não bastam apenas idéias, profissionais inteligentes, elas precisam ser expostas, para que possam ser executadas. As idéias precisam ser convertidas em pacotes utilizáveis, e isso pode ser explicado facilmente. Um funcionário que tem ‘uma idéia’ sobre uma possível mudança na empresa, precisa levar essa informação até seu gerente, e pode fazer escrevendo-a. No entanto, uma grande parte do capital intelectual, não pode ser expressada, e é considerada como conhecimento tácito. Aquele que é adquirido além dos livros e manuais. Para exemplificar, é possível pensar em um vendedor, ele pode adquirir ao longo dos anos muito conhecimento que não poderá ser empacotado. No entanto de forma geral o capital intelectual se desenvolve com o conhecimento compartilhado que pode ser avaliado e colocado em prática.

Porém é necessário entender que o conhecimento a que se refere o capital intelectual não está relacionado a tudo, e sim a conhecimentos que sejam úteis para a empresa. Isso porque o conhecimento só pode ser considerado capital intelectual quando pode ser utilizado dentro da empresa. Ou seja não bastam apenas idéias, profissionais inteligentes, elas precisam ser expostas, para que possam ser executadas. As idéias precisam ser convertidas em pacotes utilizáveis, e isso pode ser explicado facilmente. Um funcionário que tem ‘uma idéia’ sobre uma possível mudança na empresa, precisa levar essa informação até seu gerente, e pode fazer escrevendo-a. No entanto, uma grande parte do capital intelectual, não pode ser expressada, e é considerada como conhecimento tácito. Aquele que é adquirido além dos livros e manuais. Para exemplificar, é possível pensar em um vendedor, ele pode adquirir ao longo dos anos muito conhecimento que não poderá ser empacotado. No entanto de forma geral o capital intelectual se desenvolve com o conhecimento compartilhado que pode ser avaliado e colocado em prática.

Fábio Pereira